Mulher rendeira

R$380.00

  • MEDIDA DO PAINEL- 060X080
  • PINTURA EM PAINEL (ALGODÃO CRU), COM TINTA ACRÍLICA BRILHANTE E ACABAMENTO EM VERNIZ BRILHANTE.

1 em estoque

Categoria:

Descrição

A mulher rendeira faz parte do imaginário popular brasileiro e é, desde muito, transmissora de um conhecimento que, mesmo não fazendo parte do que se considera educação formal, ela existe e tem sua importância social. Surgiu nos fins da idade média, sobretudo na França, Itália, Inglaterra e Alemanha. A renda chegou ao Brasil no século XVIII, através das famílias portuguesas colonizadoras, um ofício praticado  pelas moças de fino trato  foi resignificado pelo povo brasileiro. Uma lenda diz que um jovem pescador usando pela primeira vez uma rede de pescar tecida pela sua noiva, apanhou do fundo do mar uma belíssima alga petrificada, que ofereceu à sua eleita. Tempos depois, partiu para a guerra. A noiva, saudosa e com pensamento voltado para o amado, um dia, teceu outra rede que reproduziu o modelo da alga; os fios dessa rede eram terminados por pequenos chumbos. Assim foi descoberta a renda chamada “a piombiini” ou de chumbos; os chumbos foram posteriormente substituídos por bilros. Dessa forma, de um pensamento amoroso teria surgido a renda de bilros.

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Mulher rendeira”

O seu endereço de e-mail não será publicado.